O primeiro gol de Rodrigo Gral veios os 26 minutos do primeiro tempo (Foto: André Bittar)

Artilheiro do Operário, Rodrigo Gral comemorou a vitória contra o Comercial na tarde deste sábado (10) com direito a música no Fantástico. Autor de três dos quatro gols que garantiram a liderança isolada do Galo no Grupo A do Campeonato Sul-Mato-Grossense, o jogador fez um pedido especial em rede nacional.

“Na casa do pai, da Aline Barros”, revelou Gral ao Campo Grande News. Aproveitando o domingo de folga, antes de voltar aos treinos, o jogador explicou que a música representa, na verdade, todo o time do Galo. “Ouvimos essa música antes de entrar em campo. Cada um gosta de um tipo de música, mas essa ouvimos, agradecemos e vamos para o jogo”.

No jogo deste sábado, a vitória do Galo começou a ser construída logo aos 11 minutos de jogo, quando Jeferson Reis bateu colocado e contou com a ajuda da trave para abrir o placar no Morenão. Mas o comercial reagiu e empatou com o gol de cabeça de Jô.

Rodrigo Gral marcou três vezes. O primeiro saiu aos 26, aproveitando falha da defesa do Colorado, bateu de esquerda na saída do goleiro. Doze minutos depois, em jogada de contra-ataque, Rodrigo Gral recebeu presente de Wanderley e só precisou tocar para o fundo das redes. O terceiro gol veio em um contra-ataque.

No instagram, o artilheiro também comemorou a vitória que torcedores chamaram de “Carnagral” e principalmente os três gols. “Cada passo, uma vitória. Enfrentamos um leão todos os dias e vamos adiante porque futebol é o que eu amo e sei fazer”, escreveu.

Com sete pontos na tabela e a primeira colocação garantida, o foco, segundo o jogador, é a volta aos treinos para o próximo desafio do Galo, a Copa Verde, quando enfrenta o Cuiabá (MT). O jogo acontece na quinta-feira, às 20h30 (de MS), na Arena Pantanal, na capital mato-grossense.

Gral foi revelado no Grêmio de Porto Alegre, onde jogou as temporadas de 1995 a 1997, com saída em 1998 para o Juventude de Caxias do Sul, e retorno para as temporadas de 1999 a 2001. Chegou a defender a Seleção Brasileira Sub-20, em 1999 e ainda passou por times como Chapecoense, Flamengo e Sport Recife.